imagem noticia 24bi

GOVERNO PREVÊ ARRECADAÇÃO DE R$ 24 BI COM LEILÕES DO PRÉ-SAL ATÉ 2019

O governo brasileiro pretende fazer quatro leilões de pré-sal até 2019. Pensando nisso, as principais empresas de petróleo do mundo já iniciaram a maratona de encontros na Petrobras. Estima-se uma arrecadação de R$ 24 bilhões, dos quais R$ 8,5 bilhões só esse ano.

Os leilões do pré-sal podem gerar investimentos de cerca de R$ 250 bilhões com atividades de desenvolvimento dessas áreas, concentradas principalmente na Bacia de Santos, mas também na de Campos. Segundo especialistas, a criação de um calendário de leilões (uma demanda antiga da indústria), também reflete a necessidade de arrecadação do governo federal.

O maior interesse das empresas petroleiras se deu após as mudanças no regime de partilha, que liberou a Petrobras de operar os campos do pré-sal e de ter fatia obrigatória de 30% em todas as áreas. Outro motivo é a flexibilização das regras de conteúdo local, que reduziu em cerca de 50% as obrigações de contratação de fornecedores brasileiros.

Segundo especialistas, o potencial de investimento é grande. Só o campo de Lula já responde por 57% da produção do pré sal e conta com seis plataformas, número que vai subir para oito no fim do ano.

O primeiro leilão do pré-sal ocorreu em 2013, quando Libra, na Bacia de Campos, foi arrematada por R$ 15 bilhões pela Petrobras, Total, Shell, e as chinesas SCNOOC e CNPC. A segunda rodada acontecerá em junho, com áreas unitizadas, e a terceira em novembro, com novas áreas.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta